MENU

MENU

Home

Portal Economia Explica

Economia Hoje
Economia em Foco
Portal Economia Entrevista
Artigos Econômicos
Amendoadas do Mandel

História do Dinheiro

Trocas de moeda no Brasil

Sugestões de Livros
Bronca do Internauta!
Blog - Maurício Martins

Variedades:

Cultura & Literatura 
Conexão TiroLivre
Cinema em Cartaz
Crônicas do Cotidiano
Arte em destaque
Atelier Roberta Maria

Especiais:

História da Inflação no Brasil
11 de setembro: 5 anos depois
São Paulo em alerta
20 anos do Plano Cruzado  
15 anos do Plano Collor
Impostos no Brasil
Fale Conosco

Linha de Navegação no site à Economia Hoje à ARQUIVO - BOLETINS "ECONOMIA HOJE" 

"ECONOMIA HOJE"

    Aqui você confere, diariamente (em dias úteis) , uma breve análise dos principais fatos econômicos do dia

ARQUIVO - BOLETINS "ECONOMIA HOJE" [DE 21 DE FEVEREIRO DE 2005 A 09 DE MAIO DE 2005 e de 16 DE NOVEMBRO - último: 19/06/2006]

à Segunda-Feira, 19 de Junho de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: 
Juiz Luiz Roberto Ayoub, da 1ª vara empresarial de Justiça do RJ, homologa venda da Varig por cerca de R$1 bi para consórcio NV Participações, formado pelos trabalhadores da empresa (TGV). Confira no boletim "Economia Hoje" com Maurício Martins.
Disponível em: áudio (clique para ouvir)

-----------------------------------------

à Sexta-Feira, 16 de Junho de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta sexta-feira"
Destaques do dia:  Depois de discurso do presidente do FED (BC dos EUA), dólar fechou em queda e a Bovespa subiu mais de 4%. Confira no boletim "Economia Hoje" com Maurício Martins.
Disponível em: áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 08 de  Março de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: 
O BC decidiu reduzir a taxa de juros básica da economia brasileira (SELIC) em 0,75%, para 16,5% ao ano. A decisão, desta vez, não foi unânime: seis diretores votaram pela queda de 0,75%, enquanto três acreditavam que a redução deveria ser de 1%. Em nota, a instituição disse que está dando "prosseguimento ao processo de flexibilização da politica monetária iniciado na reunião de setembro de 2005". Esta decisão está em linha com o que o mercado esperava e mostra, mais uma vez, o conservadorismo do Banco Central. A próxima reunião do COPOM será nos dias 18 e 19 de abril e a ata da reunião de hoje será conhecida na quinta-feira da semana que vem (16). Confira no boletim "Economia Hoje" com Maurício Martins.
Disponível em: áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 06 de  Março de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  Bolsas americanas em queda, por conta de perspectiva de aumento dos juros nos EUA. Aqui no Brasil, a Bovespa acompanhou o movimento e fechou também em queda, por conta de realização de lucros. Já o dólar subiu, acompanhando a tendência externa e encerrou o dia a R$2,142/venda. Confira no boletim "Economia Hoje" com Maurício Martins.
Disponível em: áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 28 de Fevereiro de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia:  A agência de classificação de risco Standard&Poor's elevou a classificação (rating de longo prazo em moeda estrangeira) do Brasil de "BB-" para "BB". Assim, o país está mais perto do tão sonhado "investment grade". Dentre os motivos alegados pela agência para promover este "upgrade" estão "uma melhora continuada e significativa nos indicadores externos do Brasil, assim como a perspectiva de uma consistente redução na vulnerabilidade da dívida pública brasileira, principalmente no que diz respeito às oscilações na taxa de juros", segundo a analista de crédito da S&P, Lisa Schineller. Ela acredita, também, que os fundamentos da economia estão mais fortes hoje quando comparados com os ciclos eleitorais anteriores e que pode-se perceber uma previsibilidade da política econômica. Ressalta que é importante, no entanto, uma redução na relação dívida/PIB, hoje em 50%. A elevação das notas é acompanhada de uma perspectiva estável o que reflete, segundo a analista, "os desafios enfrentados pelo Brasil para consolidar as conquistas atingidas no âmbito fiscal e externo". Confira no boletim "Economia Hoje" especial com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 06 de Fevereiro de 2006.
"Os principais acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 16 de Novembro de 2005.
"Os principais acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia:  Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 10 de Novembro de 2005.
"Os principais acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia:  IPCA de outubro fica acima das expectativas, registrando alta de 0,75%; a alta do preço dos combustíveis e da carne foram os principais fatores que contribuiram para este movimento. A Bovespa subiu 0,19%, acompanhando o bom desempenho das bolsas norte-americanas, que foram impulsionadas pela queda no preço do barril de petróleo. O dólar fechou pela nona sessão seguida em queda, cotado a R$2,169/venda. O pagamento do 13º salário, segundo o DIEESE, deve ingetar quase R$46 bi na economia brasileira. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 09 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  A balança comercial brasileira registra superávit no ano quase 50% superior ao do mesmo período do ano passado, chegando na casa dos 13 bilhões de dólares. O dólar comercial voltou a atingir o menor nível em 3 anos, cotado a R$2,451/venda. A Bovespa caiu 0,49%. Já as bolsas americanas subiram, animadas por bons resultados corporativos. O barril de petróleo fechou acima dos 52 dólares em NY, pressionado pela perspectiva de que as férias de verão nos EUA aumentem a demanda por gasolina. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

CONFIRA AQUI UMA ANÁLISE DA ECONOMIA BRASILEIRA E MUNDIAL NO MÊS DE ABRIL/2005
Disponível em: áudio (clique para ouvir)

à Sexta-Feira, 06 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta sexta-feira"
Destaques do dia: Dólar caiu novamente, cotado a R$2,432/venda; a Bovespa subiu 0,6%. Nos EUA, dado divulgado mostra criação de empregos acima do esperado em abril. No entanto, as bolsas americanas fecharam bem perto da estabilidade. O petróleo voltou a subir em NY por conta da preocupação com o aumento da demanda de gasolina com a chegada das férias de verão nos EUA. No mercado doméstico de aviação no Brasil, a GOL ultrapassou a Varig e agora ocupa a segunda colocação da fatia de mercado; a TAM mantém a liderança. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 05 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: A S&P, agência classificadora de risco, reduziu a classificação dos papéis da Ford e GM para "alto risco de investimento"; isso ajudou as bolsas americanas a fecharem em queda, bem como a Bovespa. O dólar fechou em queda pelo quinto dia, cotado a R$2,465/venda. O STF confirmou o status de ministro para o presidente do BC. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 04 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: A Lei de Responsabilidade Fiscal completa, nesta quarta-feira, 5 anos. Bovespa sobe 3,07% e dólar cai mais de 1%, cotado a R$2,467. Banco Santos é liquidado pelo Banco Central. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 03 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Em decisão já esperada pelo mercado, o FED (BC dos EUA) elevou a taxa de juros em 0,25% para 3% ao ano e manteve o discurso de que as altas nos juros serão graduais, ressaltando que as perspectivas de inflação futuras são de alta moderada nos preços. Aqui no Brasil, o dólar fechou novamente na menor cotação desde 2002: R$2,493/venda, rompendo a barreira dos R$2,50. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 02 de Maio de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  A balança comercial brasileira registrou em abril um superávit de US$3,876bi, quase 100% a mais do que no mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano até agora, o superávit já é de US$12,194 bi (quase 51% mais que no mesmo período de 2004). Já o dólar voltou a cair para o menor nível em 3 anos: R$2,511/venda. A Bovespa caiu na espera de decisão do FED e influenciada por maiores expectativas do mercado para a inflação (medida pelo IPCA) para este ano: -0,56%,com 24.704 pontos e giro financeiro pouco acima de R$1 bi. Nos EUA, o barril de petróleo voltou a ser cotado acima dos 50 dólares/barril e as bolsas encerraram o dia em alta. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 28 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: Na ata divulgada hoje, COPOM sinaliza que os juros podem subir na próxima reunião caso a inflação continue em alta. Este foi um dos pontos que desagradou o mercado e contribuiu fortemente para a queda de 3,18% da Bovespa hoje, puxada também pela baixa nas bolsas norte-americanas. O dólar, contaminado pelo mau humor que tomou conta do mercado hoje, subiu fortemente, cotado a R$2,553/venda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 27 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: O dólar comercial voltou a cair hoje e fechou novamente no menor valor desde Maio/2002: R$2,517/venda (em queda de 0,79% em relação a ontem). Sobre a esta queda do dólar, conversamos com Danny Rappaport - diretor da Investport Gestora de Recursos. Você confere um trecho da entrevista ouvindo o "Economia Hoje". A Bovespa caiu 0,25% e as bolsas americanas fecharam e alta por conta do recuo no preço do petróleo negociado em NY. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 26 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Dólar comercial sobe 0,5% depois de cinco sessões seguida de baixa. A moeda americana foi cotada a R$2,536/venda. A Bovespa subiu levemente (0,29%) e as bolsas norte-americanas encerraram o dia em queda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 25 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  O dólar comercial fechou hoje no menor valor desde maio/2002, cotado a R$2,523/venda (queda de 0,6% em relação a sexta-feira). A Bovespa subiu 1,88%, influenciada pelas bolsas norte-americanas que também fecharam em alta. O barril de petróleo cedeu no fechamento, depois de passar grande parte do dia em alta: o barril do tipo light, negociado em NY, fechou a US$54,57/barril. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 12 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: O FED (BC norte-americano) sinalizou para uma alta gradual nas taxas de juros por lá e tranquilizou o mercado. As bolsas norte-americanas subiram, e aqui no Brasil a Bovespa subiu 1,18% aos 26.206 pontos. O dólar voltou a cair, para R$2,575/venda. Já o petróleo recuou para abaixo dos US$52/barril. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Segunda-Feira, 11 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: A balança comercial brasileira encostou nos US$10 bi de dólares de superávit no acumulado do ano. Até a segunda semana de abril, o saldo ficou positivo em US$9,7bi - quase 45% a mais que no mesmo período do ano passado. O dólar comercial ficou praticamente estável, cotado para venda a R$2,586. A Bovespa também praticamente estável, subiu 0,06%. No mercado internacional, o barril de petróleo chegou a cair durante do dia mas encerrou em alta - US$53,71/barril em NY. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 07 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: Bovespa interrompe sequência de quedas e sobe 2,38%. O dólar fecha abaixo de R$2,60, cotado para a venda a R$2,596. Nos EUA, o barril de petróleo fecha novamente em queda e as bolsas (DowJones e Nasdaq) sobem. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 06 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: IGP-DI acelera em março para 0,99%, a maior taxa desde agosto do ano passado. O dólar cai pelo nono dia seguido, cotado para venda a R$2,604. A Bovespa também caiu: 1,32%. O risco-pais também recuou, para 445 pontos. No mercado internacional, barril de petróleo em queda e bolsa de NY em leve alta. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 05 de Abril de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Os investidores estrangeiros retiraram R$1,5bi da Bovespa em março, a maior taxa de saída de recursos externos desde 1998. No pregão de hoje, a bolsa recuou 1,39%. Já no mercado cambial, o ingresso de recursos e a ausência do BC na ponta compradora de moeda derrubou a cotação do dólar para R$2,626/venda - o oitavo dia seguida de queda no valor da divisa frente ao real. O risco-Brasil recuou hoje para 459 pontos e os títulos da dívida se valorizaram. O IPC da Fipe, que mede os preços ao consumidor na cidade de São Paulo, subiu fortemente em março (0,79%), influenciado principalmente pelo aumento na tarifa de ônibus de R$1,70 para R$2,00 que passou a vigorar no início do mês passado. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 31 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: Segundo dados divulgados pelo IBGE, o PIB brasileiro atingiu R$1,769 trilhão em 2004 e país é agora a 12ª maior economia do mundo. A taxa de investimento na economia atingiu o melhor valores desde 1998: 19,6% , enquanto a taxa de poupança bateu os 23,2% - o melhor desempenho já registrado desde que a pesquisa deste índice começou a ser feita em 1991. No mercado financeiro, a Bovespa subiu hoje 0,53% (aos 26.610 pontos e giro financeiro de R$5,2 bi - este inflado pela oferta de ações da AMBEV, que teve liquidação nesta quinta-feira), mas encerrou o mês de março como a pior aplicação, em queda de 5,4%. Já o dólar também caiu hoje, cotado a R$2,668/venda, mas no mês a valorização da moeda americana chegou a 3%. No mercado internacional, o barril de petróleo voltou a subir, para US$55,40 em NY, e as bolsas dos EUA fecharam em queda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 30 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: Bovespa subiu hoje 2,43% e o dolár voltou a cair, a R$2,676/venda. O risco-país fechou em baixa e os títulos da dívida brasileira se valorizaram. No mercado internacional, bolsas americanas em alta e barril de petróleo em queda por conta do aumento nos estoques de petróleo dos EUA. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 29 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Governo desiste de aprovar no Congresso a MP 232, que dentre outras medidas previa o aumento de impostos para empresas prestadoras de serviço e a correção em 10% na tabela do IR de Pessoa Física. No mercado financeiro, o dólar caiu fortemente hoje para R$2,698/venda por conta do ingresso de recursos e a ausência do BC na ponta compradora do mercado. A Bovespa caiu 1,58% por conta da saída de investidores estrangeiros e um movimento de realização de lucros puxado pelas ações das empresas mineradoras. No mercado internacional, os títulos de 10 anos do governo norte-americano recuaram para um rendimento abaixo de 4,6% ao ano (4,58% a.a.), depois de ter atingido 4,64% no fechamento de ontem. As bolsas dos EUA fecharam em queda nesta terça-feira. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 28 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: Brasil decide não renovar o acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). A decisão foi anunciada na tarde desta segunda-feira pelo ministro da fazenda (Antonio Palocci). Ele disse estar feliz não porque o acordo não esta sendo renovado, mas pelo bom desempenho da economia brasileira que possibilitou isso. Segundo o presidente Lula, o país pode "andar com as próprias pernas". A decisão foi bem recebida pelo mercado financeiro e rendeu elogios do presidente do FMI e do secretário de tesouro norte-americano, John Snow. Consultado, o ex-presidente, brasileiro Fernando Henrique Cardoso, também aprovou a decisão do governo Lula. No anúncio da decisão do governo, o ministro Palocci se preocupou em ressaltar que a não-renovação do acordo não significa que o governo deixará de estar comprometido com a austeridade fiscal. A balança comercial brasileira já acumula no ano superávit de quase 8 bilhões de dólares, valor 40% acima do mesmo período do ano passado. Nesta segunda-feira, o dólar caiu 0,6%, cotado a R$2,723/venda; já a Bovespa caiu 1,66% por conta do aumento do rendimento pago pelos títulos do governo norte-americado (treasures), que atingiu o maior rendimento desde junho do ano passado (4,63% ao ano), o que pode indicar uma fuga de capitais da Bolsa e de países emergentes como o Brasil para os títulos do governo dos EUA, considerados os mais seguros do mundo. Nos EUA, o Barril de Petróleo fechou em queda, cotado a US$54,05. As bolsas americanas fecharam em leve alta, animadas pela queda do petróleo e pelas perspectivas de bons resultados sobre a economia americana a serem divulgados nesta semana. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

 

à Quarta-Feira, 23 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: O mercado se agitou hoje por conta do comunicado do FED (BC norte-americano) sobre a preocupação com a inflação por lá, o que pode gerar uma elevação mais agressiva das taxas de juros nos EUA. Isso depois, também, da inflação ao consumidor nos EUA - divulgada hoje - ter subido 0,4% em fevereiro, acima dos 0,3% esperado pelos analistas. Com isso, mercados emergentes como o Brasil foram afetados. O risco-Brasil ficou acima de 460 pontos, a Bovespa recuou 1,39% e o dólar exibiu a maior alta percentual do ano (1,9%), com a moeda cotada para venda a R$2,749. O dólar também se valorizou frente ao EURO e a outras moedas internacionais, favorecido pelo rendimento dos títulos de 10 anos do tesouro americano, que atingiram o maior rendimento (4,6% ao ano) dos últimos 9 meses - sinalizando, então, maior procura por ativos dos EUA. No mercado de petróleo, o barril tanto em Londres quanto em NY registrou forte desvalorização hoje por conta do aumento nos estoques dos EUA e pelo fim do inverno no hemisfério norte - o que indica menor demanda por óleo para calefação. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 22 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Banco Central Norte-Americano (FED) eleva a taxa de juros em 0,25%, para 2,75% ao ano. Em nota, o FED afirmou estar preocupado com uma possível alta dos preços lá nos EUA, fato este que causou tensão no mercado. A Bovespa caiu 2,89% e as bolsas norte-americanas também fecharam em queda. O risco-pais subiu e os títulos da dívida brasileira se desvalorizaram. O dólar se valorizou frente ao EURO no mercado internacional, mas aqui no Brasil - por conta da ausência do BC comprando moeda no mercado e a não-realização de leilões de swap cambial "reverso" - o dólar fechou em queda, a R$2,698/venda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 21 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: Em dia de expectativa quanto à reunião do Banco Central norte-americano (FED) - que amanhã decide o rumo da taxa de juros nos EUA - as bolsas de lá fecharam em queda, tendência esta acompanhada pela Bovespa que recuou 0,66%; o dólar fechou em leve alta, a R$2,727/venda. O barril de petróleo chegou a superar os 57 dólares em NY ao longo do dia, mas fechou em leve recuo, cotado a US$56,62 em NY. O risco-pais fechou hoje em alta, com o C-BOND cotado abaixo de 100% do seu valor de face. Já a balança comercial brasileira acumula superávit de mais de 7 bilhões de dólares neste ano. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

 

à Quinta-Feira, 17 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 16 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: O COPOM (Comitê de Política Monetária) do BC elevou a taxa básica de juros (SELIC) em 0,5%, para 19,25% ao ano. A decisão, que já era esperada pelo mercado, foi a sétima elevação seguida da taxa de juros. No mercado internacional, o barril de petróleo bateu recordes históricos, fechando acima dos 56 dólares em NY. Com isso, as bolsas americanas fecharam em queda. Aqui no Brasil, a Bovespa subiu 0,87% e o dólar caiu levemente, cotado a R$2,764/venda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 14 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

 

à Quinta-Feira, 10 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia:  A Bolsa de Valores de São Paulo subiu levemente hoje, depois de passar grande parte do dia em queda. A alta foi de 0,19%, registrando 28.567 pontos e giro financeiro superior a R$2 bi. O dólar também subiu, cotado a R$2,714/venda. No mercado internacional, o barril de petróleo caiu em Londres e NY. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 09 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia:  Barril de petróleo bate recorde em Londres, fechando cotado a US$54,05; em NY, depois de subir para acima de US$55 ao longo do dia, fechou cotado a US$54,77. O dólar voltou a subir e superou a barreira dos R$2,70, fechando a R$2,705/venda. A Bovespa realizou lucros novamente e caiu 1,75%. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 08 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia:  Petróleo volta a subir no mercado internacional, fechando acima de 54 dólares em NY. Com isso, as bolsas americanas fecharam em queda. Aqui no Brasil, a Bovespa realizou lucros e caiu 1,47%. O dólar subiu para 2,694/venda por conta dos leilões do BC no mercado à vista e da perspectiva de novos leilões de swap cambial. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 07 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia:  A Bovespa atingiu novo recorde de pontos (29.455), em alta de 0,88%. Além disso, o valor de mercado das empresas com ações negociadas na bolsa paulista atingiu, pela primeira vez na história, a marca de R$1 trilhão. No mercado internacional, o dólar se valorizou frente ao EURO o que, aliado a compras de dólar por parte do BC no mercado a vista, elevaram a cotação da divisa aqui no Brasil para R$2,679/venda. Risco-Pais do Brasil atingiu menor valor desde 1997, 366 pontos. O Petróleo voltou a subir em Londres e NY. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quinta-Feira, 03 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: A Bovespa registrou hoje novo recorde de pontos (28.668), em alta de 1,66%. O dólar subiu fortemente, cotado a R$2,681/venda. O Barril de Petróleo chegou hoje a ser negociado acima dos 55 dólares em NY, mas fechou a 53,57 dólares. A OMC declarou ilegais, em favor do Brasil, os subsídios dos EUA aos produtores de algodão. A Argentina obteve 76% de adesão à renegociação de sua dívida, saindo assim do estado de moratória no qual o país se encontrava desde dezembro/2001. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 02 de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: O petróleo voltou hoje a subir no mercado internacional, sendo negociado a mais de 53 dólares em NY. Com isso, as bolsas norte americanas fecharam em queda. O dólar subiu quase 1% hoje aqui no Brasil pressionado pela valorização frente a outras moedas do mundo e pelos leilões de compra de moeda feitos pelo BC. Já a Bovespa subiu 1,69%. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 1º de Março de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: A economia brasileira (PIB) cresceu 5,2% em 2004, a maior taxa dos últimos dez anos. As exportações brasileiras superaram os 100 bilhões de dólares nos últimos 12 meses encerrados em fevereiro. Nesta terça-feira, a Bovespa caiu 1,45% em um movimento de realização de lucros e o dólar subiu, cotado a R$2,619/venda. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 28 de Fevereiro de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: A Bolsa de Valores de São Paulo caiu hoje 1%, fechando a 28.139 pontos. O movimento pode ser explicado por realização de lucros depois das altas recentes e pela queda das bolsas norte-americanas e a alta no preço do petróleo nesta segunda-feira. Em Fevereiro, no entanto, a Bovespa registrou ganhos superiores a 15,5%. O dólar caiu mais de 1% nesta segunda-feira, fechando a R$2,59 e tendo caído 0,8% em fevereiro. O Tesouro Nacional anunciou nova emissão de títulos em dólar, que deve atingir US$1 bi. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

 

à Quinta-Feira, 24 de Fevereiro de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quinta-feira"
Destaques do dia: A ata da reunião do COPOM ocorrida na semana passada, quando os juros subiram para 18,75% ao ano, veio mais "branda" do que o mercado esperava, sinalizando para uma possível interrupção na trajetória de alta da taxa SELIC já -segundo esperam analistas - a partir do mês de março (mês no qual espera-se que ocorra a última subida nos juros). Posteriormente a isto, acredita-se numa manutenção da taxa em níveis altos por um determinado período, com a SELIC voltando a cair no segundo semestre. Isto, aliado ao IGP-M de fevereiro que ficou em 0,3% - abaixo do esperado -, fez com que a Bovespa batesse novo recorde de pontos (28.436), em alta de 4,55% em relação a ontem e forte giro financeiro de R$2,5 bi. Já o dólar também subiu (1,5%), cotado a R$2,633/venda. Nos EUA, as bolsas subiram e o barril de petróleo voltou a se valorizar por conta do frio no hemisfério norte e a consequente demanda por óleo para calefação. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Quarta-Feira, 23 de Fevereiro de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta quarta-feira"
Destaques do dia: O índice de preços ao consumidor nos EUA (CPI) subiu menos que o esperado pelos analistas: 0,1% em janeiro - enquanto o núcleo do índice ficou dentro do esperado, subindo 0,2%. Com isso, as bolsas norte-americanas fecharam em alta, bem como a Bovespa subiu e bateu recorde de pontos. O dólar fechou em leve baixa aqui no Brasil. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

à Terça-Feira, 22 de Fevereiro de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta terça-feira"
Destaques do dia: Petróleo tem forte alta no mercado internacional por conta do frio no hemisfério norte, sendo cotado a US$51,15 em NY. Por conta disso, as bolsas norte americanas registraram forte queda, bem como a Bovespa, que caiu 0,42%. A Vale do Rio Doce anunciou um reajuste de mais de 70% no preço do minério de ferro, em contrato fechado com empresa japonesa. O FMI concordou que o Brasil retire, até 2007, 3 bilhões de dólares do superávit primário para investir em projetos de infra-estrutura. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)


à Segunda-Feira, 21 de Fevereiro de 2005.
"Os acontecimentos econômicos desta segunda-feira"
Destaques do dia: Em dia de feriado nos EUA, o mercado local operou sem referência das bolsas norte-americanas. Em dia de exercício de opções, a bolsa paulista subiu 0,36% aos 26.853 pontos. O dólar praticamente estável, fechou cotado a R$2,758/venda. O superávit da balança comercial em 2005 já passa de US$4 bi. Entenda os movimentos do mercado ouvindo o Boletim "Economia Hoje", com Maurício Martins.
Disponível em:
áudio (clique para ouvir)

VER ARQUIVO COM OS BOLETINS ANTERIORES >>

<< voltar aos boletins do Economia Hoje  

Rodape - Portal Economia
.

Apoio:

A sua agência de viagens online! Conheça agora.
___________________________________________________________________________________________________
Publicidade:

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina


___________________________________________________________________________________________________
Publicidade:



___________________________________________________________________________________________________
Publicidade:

_________________________________________________________________________________________________
Publicidade:


__________________________________________________________________________________________________
Publicidade:

 
.

Cadastre-se no site | Expediente/Equipe | Como funciona o site | Nosso objetivo | Anuncie |Fale Conosco

Ó Copyright 2003-2011 :: PortalEconomia.com.br
Os textos e fotos deste site são protegidos por CopyRight. Cópias não autorizadas serão enquadradas em crime contra a propriedade intelectual.

Site hospedado por : Internet Host ( http://internethost.com.br )