bitcoin ou altcoins
bitcoin ou altcoins

Bitcoin ou altcoins: qual é o melhor investimento?

Bitcoin vs. altcoins: qual deles é o melhor investimento? Neste artigo, você vai descobrir o que são altcoins, quais são suas semelhanças e diferenças com o Bitcoin e qual é o melhor para investir.

O mercado de criptomoedas está cheia de moedas diferentes. Ao que parece, todos os dias surge uma nova altcoin promissora que pode vir a desbancar o Bitcoin.

E com tantas moedas diferentes disponíveis para investir, como fazer a escolha certa?

Bom, não existe uma escolha certa ou errada no mercado de criptomoedas, pois tudo depende de objetivos e formas de aplicação.

Então obter o máximo de conhecimento pode dar a você chances maiores de tomar decisões que diminuam os riscos de investimento.

A seguir, vamos analisar os prós e os contras das várias opções disponíveis, que podem ajudá-lo a decidir se deve comprar Bitcoins ou optar por altcoins.

Bitcoin vs. Altcoins

O Bitcoin (BTC) atualmente lidera o mercado das criptomoedas. Ele foi o primeira a “dar certo” e depois surgiram muitas outras.

Bitcoin pode ser considerado a gênese das criptomoedas. Ele foi criado e lançado em 2009 e introduziu a tecnologia blockchain e o princípio da prova de trabalho para o mundo.

Desde o começo, o Bitcoin cresceu e se tornou a criptomoeda mais proeminente. Atualmente é a criptomoeda com maior volume de capitalização do mercado.

No entanto, o Bitcoin tem suas desvantagens. Uma delas está em suas taxas de transações.

Embora o objetivo fosse as taxas de transações do Bitcoin serem baratas, não é o que acontece na prática.

Ocorre que os mineradores podem escolher as taxas das transações que validam e, obviamente, eles optam pelas transações com taxas mais altas.

Funciona da seguinte maneira: os mineradores de Bitcoin investem muito por uma recompensa financeira. Com cada bloco adicionado ao blockchain vem uma recompensa de 6,25 BTC, e também todas as taxas enviadas com as transações que foram incluídas no bloco.

Por esse motivo, os mineradores têm um incentivo financeiro para priorizar a validação de transações que incluem uma taxa mais alta.

Além disso, existe uma crescente preocupação com o impacto ambiental causado pelo alto consumo energético da atividade de mineração de Bitcoin.

Por causa dessas falhas, criam-se muitos outros ativos digitais concorrentes do Bitcoin. Esses ativos são conhecidos como  moedas alternativas ou altcoins.

Agora, vejamos a seguir o que são altcoins.

O que são altcoins?

Como já foi dito, os altcoins  são moedas alternativas ao Bitcoin.

Sendo mais específico, os desenvolvedores criam altcoins para melhorar ou adicionar recursos que não existem no Bitcoin.

Os altcoins têm características comuns com o Bitcoin, mas também são diferentes em outros aspectos.

Alguns altcoins usam diferentes mecanismos de consenso para gerar blocos ou verificar transações.

Já outros se diferem do Bitcoin por fornecer recursos novos ou adicionais (como contratos inteligentes ou flutuações de preço baixas).

Como são criptomoedas derivadas do Bitcoin, seu valor tende a acompanhar as oscilações do Bitcoin.

No entanto, analistas acreditam que a maturidade do ecossistema de investimento em criptomoedas e o desenvolvimento de novos mercados para essas moedas, tornará os preços dos altcoins independentes do Bitcoin.

Ambos (altcoins e Bitcoin) usam tecnologia blockchain, mas o uso, funções e operações desses ativos digitais são diferentes.

Existem milhares de altcoins, mas alguns dos mais populares são:

  • O Ethereum.
  • Ripple (XRP).
  • Litecoin (LTC).
  • Cardano (ADA).
  • Solana (SOL).
  • Dogecoin (DOGE).
  • Shiba Inu Coin.

Com base nas lacunas existentes no Bitcoin, os criadores e desenvolvedores de moedas alternativas criam diferentes versões melhoradas.

Por exemplo, Ethereum é uma tecnologia que permite aos usuários enviar criptomoedas uns para os outros, mas outro propósito do Ethereum é ser usado como uma ferramenta no desenvolvimento de aplicativos para construir novos tokens na rede.

Parecido com o Ethereum, o foco do Cardano é ofertar transações ponto a ponto e permitir que os desenvolvedores criem aplicativos na rede. Mas a plataforma da Cardano usa métodos de pesquisa intensiva para construir sua rede de blockchain.

Litecoin também possui aspectos diferentes. De início, o Litecoin oferta mais produtos do que o Bitcoin, e as transações na rede Litecoin tendem a serem mais rápidas.

O objetivo do Litecoin é se tornar uma alternativa à prata, assim como algumas pessoas veem o Bitcoin como uma alternativa ao ouro.

A lista de altcoins pode ser muito extensa, mas eles não competem necessariamente com o Bitcoin.

Diferenças entre Bitcoin e altcoins

É inegável que o Bitcoin é um investimento financeiro mais atrativo  que a grande maioria dos altcoins.

Bitcoin é a criptomoeda mais comprada, mantida e negociada no mercado.

Seu valor de mercado é de aproximadamente $ 1,2 trilhão, representando mais de 60% do valor total de mercado das criptomoedas.

O volume diário de negociação do Bitcoin ultrapassa $ 30 bilhões, o que significa que é um ativo altamente líquido.

Para cada alternativa de Bitcoin, a menos que haja um forte argumento prático, há uma grande probabilidade de que a moeda acabe desaparecendo.

Muitos altcoins são criados para experimentação, mas mesmo os altcoins mais promissores dificilmente alcançam o Bitcoin.

Ao mesmo tempo, a popularidade e a demanda do Bitcoin continuam a crescer.

Há controvérsias sobre como tratar o Bitcoin como um investimento, mas ele foi criado para uso futuro.

Alguns investidores veem o Bitcoin como uma forma de armazenar riqueza e apontam que sua aceitação como moeda de pagamento está aumentando.

Além disso, a demanda por Bitcoin de pessoas físicas e investidores institucionais continua crescendo.

Como resultado, ocorre um maior interesse de investimento em Bitcoin a longo prazo.

Outro fator que explica a vantagem do Bitcoin sobre as altcoins é que o Bitcoin, historicamente, provou ter capacidade de resistir às quedas do mercado.

O Bitcoin ainda é uma referência no mercado de criptmoedas, pois quando sobe, os altcoins tendem a subir, e quando cai, os altcoins também tendem a cair.

As oscilações dos altcoins tendem a ser muito maiores do que a volatilidade do Bitcoin.

No entanto, em um mercado onde os preços de transação do Bitcoin estão próximos de níveis recordes, alguns investidores apostam em altcoins.

Conclusão

Os investidores em criptos que desejam investir em altcoins devem considerar os riscos associados a esses ativos digitais.

Existem mais de 10 mil criptomoedas, o que significa que a probabilidade de escolher uma das poucas com capacidade de resistir as mudanças no mercado são baixas.

Os especialistas recomendam que, tendo em vista que altcoins são arriscados, é melhor procurar alternativas de alta qualidade, com fundamentos sólidos.

Os investidores que não querem grandes riscos, devem procurar altcoins que tenham possibilidade de serem usadas no futuro e considerar o tamanho de seu valor de mercado e as flutuações de preço.

Descubra o que é NFT e como ele funciona Imprimir dinheiro: por que não resolve? As 10 criptomoedas mais promissoras depois do Bitcoin